Com desempenho trimestral pressionado, ações da Qualicorp caem mais de 3%

ago 15, 2018

As ações da Qualicorp (SA:QUAL3) estão entre os destaques negativos da sessão desta quarta-feira na bolsa paulista, recuando 3,96% a R$ 18,20, depois de chegar a perder mais de 7%. A administradora de planos de saúde coletivos divulgou ontem que teve lucro líquido consolidado de 88,6 milhões de reais no segundo trimestre, superando em 24 por cento o resultado apurado um ano atrás, quando houve o distrato da venda a carteira Potencial.

Em relatório enviado a clientes nesta quarta-feira, a Coinvalores destaca que a mudança no modelo de comercialização das carteiras da administradora de planos de saúde gerou impacto em seu faturamento que caiu 1% em relação ao 2º Trim/17, mas ficando dentro das previsões de mercado. Cabe registrar o tombo na base de beneficiários nas carteiras administradas pela companhia, de 4,5 milhões há doze meses para 2,6 milhões neste 2º Trim/18.

Mesmo com o controle de gastos operacionais em vigor, houve queda de 9,7% no EBITDA entre os períodos. O lucro líquido só avançou 24,0% porque no 2º Trim/17 houve o impacto do distrato da carteira Potencial, o que reduziu a base de comparação com os R$ 88,6 milhões reportados nesse último trimestre.

Resultado

O desempenho operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi de 214,4 milhões de reais entre abril e junho, queda de 9,7 por cento na comparação anual, devido ao aumento de gastos com pessoal e despesas operacionais ligadas ao processo de reajuste, visando maior retenção de clientes. A margem Ebitda ajustada caiu a 44,4 por cento no segundo trimestre, de 48,7 por cento um ano atrás.

Ao fim de junho, a Qualicorp contava com um total de 2,6 milhões de beneficiários, queda de quase 41 por cento ano a ano e de 13,8 por cento sobre o primeiro trimestre deste ano, após encerramento de contratos corporativos que não eram rentáveis para companhia.

Com Reuters.