Cesp recua mais de 3% com presidente no alvo de operação da Polícia Federal

jun 21, 2018

Investing.com - As ações da Cesp (SA:CESP6) operam com forte desvalorização de 3,62% a R$ 15,19 no início da sessão desta quinta-feira na bolsa paulista. O mercado reage com cautela e aversão ao risco com a notícia de que a Polícia Federal deflagrou a Operação Pedra no Caminho, que apura desvio de recursos públicos nas obras do Rodonael, que levou à prisão do Laurence Casagrande Lourenço, atualmente presidente da estatal paulista.

Estão sendo cumpridos 15 mandados de prisão temporária e 51 mandados de busca e apreensão, todos expedidos, a pedido da PF, pela 5ª Vara Criminal Federal de São Paulo, nas cidades de São Paulo, Carapicuíba, Arujá, Bofete, Ribeirão Preto e São Pedro, no estado de São Paulo e também em Marataízes e Itapemirim, no estado do Espírito Santo.

Casagrande acumulou cargo de secretário de Transportes e Logística no governo de Geraldo Alckimin (PSDB) e deixou a pasta quando Márcio França (PSB) assumiu o governo do Estado de São Paulo.

O inquérito policial foi instaurado em 2016, depois que um ex-funcionário de uma empresa que atuou nas obras apresentar à Polícia Federal informações acerca de possíveis manipulações em termos aditivos desta obra do Rodoanel, para aumentar o valor pago a empreiteiras, que já haviam vencido a licitação para realizar as obras.

Com Reuters.