Brasil Pharma suspende atividade de varejo de lojas próprias

jun 19, 2018

Investing.com - A Brasil Pharma (SA:BPHA3) divulgou na manhã desta terça-feira fato relevante comunicando que seu conselho de administração, aprovou a suspensão das atividades de varejo nas unidades remanescentes de operação própria da companhia.

Os papéis tem perdas de 0,66% a R$ 1,51.

A deliberação do conselho está em linha com o plano de recuperação judicial, apresentado pela companhia em 09 de abril de 2018 ao Juízo da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da Comarca de São Paulo.

Ainda em linha com as perspectivas operacionais divulgadas no plano, a companhia ressalta que manterá o foco na operação de sua rede de franquias, com vistas a viabilizar a retomada do crescimento da Companhia após a compatibilização dos seus passivos no âmbito da recuperação judicial.

De acordo com a Coinvalores, a notícia é negativa para os ativos da companhia, que vem passando por grandes dificuldades, mas já prevista no plano de recuperação judicial.

A Brasil Pharma, uma das grandes empresas de varejo farmacêutico do país, com dívidas de mais de 1 bilhão de reais, anunciou no começo de janeiro o pedido recuperação judicial depois de não conseguir resolver seus problemas financeiros extrajudicialmente.

Criado em 2009 como um veículo para consolidar compras de redes de drogarias regionais, o grupo atualmente controlado pela empresa Stigma Cayman, da norte-americana Lyon Capital, teve problemas de integração e passou por disputas entre acionistas, além de ter dívida elevada.