Brasil - Ações fecharam o pregão em alta e o Índice Bovespa avançou 2,04%

out 03, 2018

Brasil - As ações fecharam em alta no pregão de quarta-feira, com ganhos nos setores de Imobiliário, Finanças e Utilidade pública, levando as ações a uma alta.

No encerramento em São Paulo, o Índice Bovespa avançou 2,04%, alcançando novo nível recorde máximo de 3 meses.

O melhor desempenho da sessão no Índice Bovespa veio das ações da Banco do Brasil SA (SA:BBAS3), que subiram 9,07%, o que corresponde a 2,85 pontos, sendo negociadas a 34,28 no fechamento do pregão. Enquanto isso, as ações da Eletrobras Centrais Eletricas Brasileiras SA PNB (SA:ELET6) adicionaram 8,64%, ou 1,69 pontos, terminando o dia em 21,24, e as da Cyrela Brazil Realty SA (SA:CYRE3), que avançaram 8,08%, ou 0,89 pontos, no final das operações com 11,90.

O pior desempenho da sessão foi das ações da Suzano Papel e Celulose SA (SA:SUZB3), que caiu 4,46% ou 2,06 pontos, com os papéis sendo negociados a 44,14 em seu fechamento. Cielo SA (SA:CIEL3) recuou 4,06%, ou 0,52 pontos, terminando em 12,28, e Klabin SA - UNIT (SA:KLBN11) diminuiu 3,07%, ou 0,61 pontos, para 19,29.

As ações em alta superaram os papéis com resultados negativos na Bolsa de valores de BM&FBovespa com uma diferença de 278 a 194, enquanto 33 terminaram sem alterações.

O CBOE Brazil Etf Volatility, que mede a volatilidade implícita das opções do índice Bovespa, acrescentou 1,19%, para 50.08.

Os contratos futuros de ouro para entrega em dezembro, caíram 0,39%, ou 4,70, para $1.202,30 por onça troy. Em outras commodities, petróleo para entrega em novembro, avançou 1,32%, ou 0,99, para atingir $76,22 por barril, enquanto os futuros de café contrato C para entrega em dezembro, recuaram 1,30%, ou 1,40, negociados a $106,50 .

O par USD/BRL retrocedeu 1,31% para 3,8885, enquanto o par EUR/BRL recuou 1,69%, para 4,4734.

O Índice Dólar Futuros, por sua vez, diminuiu 0,38% em 95,49.