Bradespar recua com decisão da Justiça para indenizar a Elétron, de Daniel Dantas

jul 25, 2018

Na parte da tarde desta quarta-feira, as ações da Bradespar (SA:BRAP4) operam em queda de 1,37% a R$ 30,33. O mercado reage à notícia de que o braço de investimentos do Bradesco (SA:BBDC4) que concentra aplicações nas ações da mineradora, e a Litel, que reúne participações de fundos de pensão na companhia, exigindo o pagamento de uma indenização bilionária à EléTron.

O caso diz respeito a uma disputa na qual a Elétron, do empresário Daniel Dantas, demanda uma indenização da Bradespar e da Litel. Uma decisão de primeira instância da justiça mandou Bradespar e Litel pagarem à Elétron em prazo de 15 dias um valor de 4 bilhões de reais, indenização fixada num laudo pericial feito por um juízo arbitral.

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Bradespar reiterou sua visão de que o laudo pericial sobre perdas que referenciou a decisão "contém uma série de incorreções". O mesmo foi dito pela Litel, em nota à parte ao regulador do mercado.

A Bradespar e a Litel afirmaram nesta quarta-feira que vão adotar "medidas cabíveis" contra a decisão.

Para analistas do Credit Suisse, a decisão e o momento em que ela acontece são inesperados pelo mercado, o que seria um fator de pressão negativa para as ações, mas avaliam que desconto nos papéis após o início noticiário sobre o imbróglio já precifica um pagamento de 3 bilhões de reais.

Com Reuters.