Bitcoin estável a US$ 8.000, outras criptomoedas em baixa

jul 25, 2018

O Bitcoin estava perto da máxima de dois meses nesta quarta-feira uma vez que lutava para ficar acima de US$ 8.000.

O bitcoin era negociado a US$ 8.207,60, em baixa de 0,22%, na corretora Bitfinex às 09h31, o que se compara a US$ 8.484,10, máxima atingida na segunda-feira.

A moeda digital subiu acima de US$ 8.000 na terça-feira em meio a relatos de aprovação iminente da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) de um ETF de bitcoin.

Caso aprovado, o ETF permitiria aos investidores de varejo comprar e vender bitcoins sem passar por uma corretora. A SEC deve tomar uma decisão entre 10 de agosto e 16 de agosto.

Enquanto isso, rumores na semana passada de que o gigante financeiro BlackRock estaria investigando o investimento em criptomoedas também ajudavam a elevar o preço do bitcoin. Ainda assim, o Bitcoin tem lutado para ganhar terreno nos últimos meses, caindo quase 70% desde o pico de quase US$ 20.000 em dezembro.

Criptomoedas estavam em ligeira baixa de forma geral. A capitalização total de mercado das criptomoedas estava em US$ 298 bilhões no momento de redação desta matéria, o que se compara a US$ 300 bilhões na terça-feira.

O Ethereum, segunda maior criptomoeda em termos de capitalização de mercado, recuava 0,80% para US$ 471,13 na corretora Bitfinex. O Ripple, terceira maior criptomoeda, caía 0,39% e era negociado a US$ 0,45652 enquanto o Litecoin era negociado a US$ 86,444, queda de 1,88%.

Em outras notícias, a corretora de criptomoedas Coinbase disse que não havia evidências de informações privilegiadas de funcionários na plataforma em dezembro, quando o preço do Bitcoin atingiu o pico. A análise, conduzida por dois escritórios de advocacia norte-americanos contratados pela bolsa, foi iniciada no final de 2017. A Coinbase está enfrentando uma ação coletiva de clientes que acusam a empresa de informações privilegiadas e viola a lei de propriedade não reclamada da Califórnia.