Bitcoin cai à mínima de quatro dias; corretora de criptomoedas foi invadida

jul 10, 2018

O Bitcoin estava na mínima de quatro dias nesta terça-feira, já que criptomoedas caem enquanto surgem notícias de outra violação de segurança de uma plataforma de tokens.

O bitcoin era negociado a US$ 6.371,60, em baixa de 5,56%, na corretora Bitfinex às 08h45. O Bitcoin tem lutado para ganhar terreno nos últimos meses, caindo quase 70% desde o pico de quase US$ 20.000 em dezembro.

A startup israelense Bancor perdeu US$ 13,5 milhões em moedas digitais na segunda-feira. Uma carteira em sua rede foi comprometida, levando a uma perda de US$ 12,5 milhões em Ethereum e US$ 1 milhão em um token menos conhecido chamado Pundi X.

A empresa tuitou que nenhuma carteira do usuário foi comprometida no ataque.

É a mais recente de várias violações este ano. Violações de segurança são uma das maiores ameaças às transações digitais de moedas.

O ethereum recuava 12,19% para US$ 430,70 na corretora Bitfinex após a notícia.

Criptomoedas operavam em baixa, com o valor total de capitalização de mercado total caindo para US$ 253 bilhões no momento de redação desta matéria, em comparação com US$ 273 bilhões na segunda-feira. O Ripple, terceira maior criptomoeda, caía 7,2% e era negociado a US$ 0,44576 enquanto o Litecoin era negociado a US$ 75,295, queda de 9,52%.

Nas notícias sobre regulamentação, a Autoridade Reguladora da Indústria Financeira dos EUA (FINRA, na sigla em inglês) quer que todas as empresas e corretores que vendam valores mobiliários se registrem.

O aviso, divulgado na sexta-feira, recomenda que as empresas sejam licenciadas e registradas junto à FINRA, além do registro na Comissão de Valores Mobiliários dos EUA. A organização sem fins lucrativos é autorizada pelo Congresso dos EUA para garantir que a indústria de corretagem de operações funcione de forma justa.

“A FINRA está emitindo este aviso para estimular cada empresa a notificar prontamente a FINRA se ela, ou suas pessoas associadas ou afiliadas, atualmente se envolver, ou pretender se envolver, em quaisquer atividades relacionadas a ativos digitais, tais como criptomoedas e outras moedas virtuais e tokens", disse o aviso.