B2W divulga balanço nesta quinta; mercado aposta em redução do prejuízo

ago 09, 2018

Nesta quinta-feira, após o fechamento dos mercados, será a vez da B2W (SA:BTOW3) divulgar os números do segundo trimestre do ano. O mercado está otimista com os números da dona das marcas Submarino, Americanas e Shoptime, que deve reduzir o prejuízo líquido. Na espera dos números, as ações recuam 1,2% a R$ 30,43.

O consenso do mercado aponta para prejuízo líquido de R$ 0,17 por ação, contra R$ 0,25 dos primeiros três meses do ano e de R$ 0,27% no mesmo período do ano passado. No caso das receitas, a expectativa é de R$ 1,59 bilhão, acima dos R$ 1,48 bilhão do início do ano, mas ainda abaixo dos R$ 1,64 bilhão do mesmo período do ano passado.

Na visão da XP Investimentos, a B2W deve ser uma das companhias a ter destaque positivo no trimestre, apostando no crescimento nas vendas online de 18%, levemente impactado pela greve dos caminhoneiros e menor consumo de caixa.

A corretora estima receita líquida de R$ 1,513 bilhão, ficando 2,6% acima do resultado do mesmo período do ano passado e 2,5% acima dos três primeiros meses do ano. Para o Ebitda, a projeção é de R$ 102 milhões, +30,4% na comparação com abril a junho de 2017, e +51,5% na base trimestral.

Os analistas da XP apostam em prejuízo líquido de R$ 80, representando uma melhora de 28,2% na base anual e de 30,4% na trimestral.

O Banco do Brasil (SA:BBAS3) Investimentos (BB-BI) também trabalha com perspectiva positiva para a B2W. A projeção é de um crescimento GMV de 24,7% na base anual para, com a operação de marketplace expandindo 92% na comparalão anual. As receitas das vendas diretas devem permancer estaveis. Quanto à Margem Bruta, o BB-BI projeta uma expansão de 420 pontos base no ano, para 25,3%, impulsionado pela maior participação da operação de marketplace nas vendas globais.

Ainda assim, representa uma desaceleração na comparação para primeiro trimestre, quando a Margem Bruta expandiu 600 pontos base, considerando que as vendas de televisores podem ter acelerado durante o período, mas é um produto que tem menor rentabilidade.

Para a Margem EBITDA Ajustada, por sua vez, a aposta é de um aumento menor, de cerca de 100 pontos base, para 9,3%.

Para a última linha, a estimativa é da redução de 20,1% no prejuízo líquido, para R$ 89 milhões, refletindo margens e queda de 36,7% no ano dass despesas financeiras líquidas.

O BB-BI tem preço-alvo em R$ 35,90 para os ativos da B2W.