AO VIVO: Acompanhe a entrevista do presidente do Fed após adoção de tom hawkish

jun 13, 2018

Investing.com - Após anunciar a elevação dos juros da economia dos Estados Unidos em 25 pontos base, o Federal Reserve divulgou a revisão trimestral dos cenários para os próximos anos, trazendo uma importante mudança no número de aumento da taxa de juros previstas para 2018, indo de três, para quatro. Desta forma, o FOMC deve fazer novas elevações em setembro e em dezembro.

No levantamento de hoje, dos 15 diretores do Fed, cinco agora apostam em três altas dos juros ainda em 2018, enquanto outros sete esperam por quatro elevações. Além disso, um prevê cinco altas e outros dois apenas duas altas no ano, levando a mediana para quatro elevações em 2018.

No último cenário divulgado em março, seis diretores apostavam em três altas dos juros ainda em 2018, enquanto outros seis apostavam em quatro elevações. Além disso, um previa cinco altas e outros dois apenas uma alta no ano. Desta forma, a mediana era de três altas, sendo que a primeira aconteceu em março e a segunda hoje, com a terceira prevista para setembro.

Os diretores do Fed votaram por elevar a taxa de juros do país para o intervalo 1,75%-2,00% ao ano, um patamar ainda considerado expansionista pelo banco.

"A posição da política monetária segue acomodatícia, logo apoiando as fortes condições do mercado de trabalho e o retorno sustentável da inflação para 2%", avaliaram os membros do FOMC em comunicado após a reunião.

Revisão otimista de cenário

O Fed também elevou a projeção do crescimento do PIB dos EUA de 2018 de 2,7% em março para 2,8% agora em junho. O cenário também reduziu a estimativa da taxa de desemprego de 3,8% para 3,6%. Já a inflação deve fechar o ano em 2,0%, contra 1,9% do levantamento anterior.

Com os juros mais altos nos Estados Unidos, investidores em busca de mais segurança tendem a migrar para apostas de menor riscos, já que os títulos da dívida americana são considerados os mais seguros do mundo.

O aquecimento da economia americana e um cenário favorável ao aumento dos preços motivou a revisão do cenário, e atinge diretamente o mercado brasileiro de ações, com o Ibovespa perdendo 1,74% aos 71.490,80 pontos. Já o dólar deixou o terreno negativo e passou a subir 0,1% contra o real a R$ 3,7238, enquanto o índice dólar acelerou para 93,94 pontos, alta de 0,2%, contra 93,54 antes do anúncio. Na máxima do dia, o índice tocou os 93,98, máxima em uma semana.

--

Acompanhe abaixo, em inglês, a entrevista coletiva do presidente do Fed, Jerome Powell, com início previsto para 15h30.