Ações - Wall Street estável após relatórios de resultados

ago 09, 2018

Wall Street permanecia estável nesta quinta-feira, já que investidores analisavam relatórios de resultados corporativos.

O S&P 500 caía mais de meio ponto, ou 0,03%, e estava em 2.856,88 pontos às 10h38 enquanto o Dow recuava 4 pontos, ou 0,02%, para 25.578,86 pontos. O índice de tecnologia NASDAQ Composite estava em alta de 3 pontos, ou 0,05%, e marcava 7.892,29 pontos.

Quase 90% das empresas constituintes do S&P 500 divulgaram resultados, com 77% apresentando lucros melhores do que o esperado, segundo a FactSet.

Viacom Inc (NASDAQ:VIA), matriz da MTV, da Nickelodeon e da Paramount, subia 5,67% apesar de ter divulgado receitas menores do que o esperado. Yelp Inc (NYSE:YELP) disparava 18,45% após seus resultados terem sido melhores do que o esperado, Apple (NASDAQ:AAPL) avançava 0,45% e a empresa chinesa de comércio eletrônico Alibaba (NYSE:BABA) tinha ganhos de 1,28%.

Rite Aid Corporation (NYSE:RAD) despencava 12,07% após a empresa ter cancelado sua fusão com a Albertsons enquanto Tesla (NASDAQ:TSLA) caía 1,80% uma vez que acionistas especulavam se Elon Musk, diretor-geral da empresa, teria ou não obtido financiamento para fechar o capital da empresa.

Com relação a dados, o número de norte-americanos que solicitaram benefício de assistência ao desemprego inesperadamente caiu na semana passada, apontando para uma economia forte, apesar das recentes tensões comerciais entre os EUA e a China.

Na Europa, as bolsas estavam em diferentes direções. O DAX da Alemanha caía 39 pontos ou 0,31%, o CAC 40 da França recuava 7 pontos ou 0,14% e o FTSE 100 de Londres estava em baixa de 39 pontos ou 0,51%. Enquanto isso, o índice pan-europeu EURO STOXX 50 avançava meio ponto ou 0,02% enquanto o IBEX 35 recuava 20 pontos ou 0,21%.

Com relação a commodities, os contratos futuros de ouro avançavam 0,08% para US$ 1.222,00 a onça troy, ao passo que os contratos futuros de petróleo dos EUA subiam 0,39% e eram negociados a US$ 67,20 o barril. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, avançava 0,12% para 95,06.