Ações - Wall Street em baixa enquanto investidores aguardam veredito de Trump

mai 08, 2018

Investing.com - A abertura em Wall Street estava estável e em baixa nesta terça-feira, com investidores precificando notícias de empresas enquanto aguardavam o anúncio do presidente Donald Trump sobre o acordo nuclear do Irã nuclear.

Às 10h31, o Dow Jones perdia 19 pontos, ou 0,08%, o S&P 500 caía 5 pontos, ou 0,17%, enquanto o Nasdaq Composite negociava em baixa de 8 pontos, ou 0,11%.

Espera-se amplamente que Trump saia do acordo nuclear internacional de 2015 e restabeleça sanções contra Teerã, que por sua vez poderia afetar as exportações de petróleo iraniano.

O Irã, que é um grande produtor de petróleo do Oriente Médio e membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), retomou seu papel como um grande exportador de petróleo em janeiro de 2016, quando as sanções internacionais contra Teerã foram removidas em troca de restrições ao programa nuclear iraniano.

Trump fará o anúncio de Washington às 15h00 desta terça-feira.

A cotação do petróleo recuava da máxima de três anos e meio atingida no dia anterior, algo amplamente atribuído como um movimento "compre o boato, venda o fato" no mercado, já que o anúncio acontece vários dias antes do prazo original de 12 de maio.

Contratos futuros de petróleo bruto nos EUA caíam 0,68%, atingindo US$ 70,25 às 10h32, enquanto o petróleo Brent tinha queda de 0,33%, com o barril negociado a US$ 75,92.

Enquanto isso, em um dia relativamente leve em termos dados econômicos, com apenas o estudo de ofertas de empregos e rotatividade no trabalho (JOLTs, na sigla em inglês) a ser divulgada às 11h00, o dólar continuava a mostrar força frente aos principais rivais, atingindo nova máxima de quatro meses.

Às 10h34, o índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, avançava 0,48% para 93,05.

No início desta terça-feira, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, minimizou os riscos para os mercados financeiros dos planos dos decisores da instituição de elevar gradualmente as taxas de juros.

Powell prometeu "comunicar a nossa estratégia política da forma mais clara e transparente possível para ajudar a alinhar as expectativas e evitar as perturbações do mercado".

"A normalização da política monetária do Fed ocorreu sem problemas nos mercados financeiros, e as expectativas dos participantes do mercado quanto à política parecem razoavelmente alinhadas com as expectativas dos decisores... sugerindo que os mercados não devem se surpreender com nossas ações se a economia evoluir de forma alinhada às expectativas", afirmou ele.

Enquanto isso, investidores precificavam a recente série de relatórios de resultados. Entre os maiores movimentos, a Hertz (NYSE:HTZ) despencava 10% pois a empresa de aluguel de carros registrou um prejuízo de US$ 1,58 por ação, maior do que o prejuízo esperado de US$ 0,98.

O Zillow (NASDAQ:ZG) também estava em queda, mas em torno de 5%, já que a operadora de site de imóveis sofria com uma projeção decepcionante de receitas.

No lado positivo, a Valeant Pharmaceuticals (NYSE:VRX) saltava em torno de 9% pois a empresa superou as estimativas de vendas e elevou suas perspectivas para o ano inteiro.

Dean Foods (NYSE: DF) também tinha ganhos, mas de quase 7%, após as projeções superarem tanto estimativas de vendas quanto de lucros.

Em outras notícias de empresas, ações da Snap (NYSE:SNAP) avançavam cerca de 4% devido ao anúncio de que seu diretor financeiro, Andrew Vollero, seria substituído por Tim Stone, ex-executivo da Amazon.com (NASDAQ:AMZN).

A Comcast (NASDAQ:CMCSA) estaria fazendo preparativos para uma possível oferta em dinheiro para os ativos de entretenimento da 21st Century Fox (NASDAQ:FOX). A Fox tinha um acordo para vender esses ativos à Disney por US$ 52,4 bilhões em ações.

Embora o foco após o fechamento do mercado provavelmente estará sobre os resultados da Disney (NYSE:DIS), outras empresas notáveis a divulgarem seus números incluem Electronic Arts (NASDAQ:EA), Etsy (NASDAQ:ETSY), Match Group (NASDAQ:MTCH), Marriott (NASDAQ:MAR), Monster Beverage (NASDAQ:MNST) e TripAdvisor (NASDAQ:TRIP).