Ações - Wall Street em baixa com ações do setor de semicondutores em dificuldades

ago 17, 2018

As bolsas começaram o dia em baixa em Wall Street nesta sexta-feira, com as vendas no mercado global devido a uma nova queda na lira turca e a fraqueza nos lucros de empresas de semicondutores atingindo as ações do setor de tecnologia.

O Dow caía 2,61 pontos, ou 0,01%, e registrava 25.556,04 pontos. O S&P 500 recuava 3,76 pontos, ou 0.13%, para 2.836,93 pontos. E o Nasdaq Composite tinha perdas de 29,89 pontos, ou 0,38%, e chegava a 7.776,64 pontos.

O par USD/TRY caía antes do pregão, pressionando índices europeus.

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, anunciou que o país está preparado para impor mais sanções à Turquia se seu presidente Recep Tayyip Erdogan não realizar a rápida libertação de um pastor americano.

Investidores terão mais informações sobre como negociar o mercado mais amplo quando a Universidade de Michigan divulgar seu índice de confiança do consumidor às 11h00. Os economistas esperam que o índice suba para 98,1 a partir de 97,9 em julho.

As ações de empresas de chip enfrentavam dificuldades depois que a Nvidia e a Applied Materials assustaram os investidores com diretrizes fracas.

Nvidia (NASDAQ:NVDA) tinha perdas de 3,44% e Applied Materials (NASDAQ:AMAT) afundava 9%. Intel (NASDAQ:INTC), constituinte do Dow, caía 1,34%.

O Índice de semicondutores de Filadélfia recuava 2%.

Ainda nas notícias sobre ações, a Tesla (NASDAQ:TSLA) caía 3,15% uma vez que Elon Musk, diretor-geral da empresa" confessou ao The New York Times: "o ano passado foi o ano mais difícil e doloroso da minha carreira".

Ações da Deere (NYSE:DE) tinham queda de 2,6% após a empresa ter reduzido sua previsão de lucro para o ano todo.

No entanto, Nordstrom (NYSE: JWN) subia 9,2% ao divulgar um aumento de vendas nas mesmas lojas que superou as expectativas.

Os investidores também assimilavam um tuíte do presidente norte-americano, Donald Trump, que disse ter pedido à Comissão de Valores Mobiliários do país (SEC, na sigla em inglês) que estudasse um plano para exigir que as empresas divulgassem os lucros a cada a cada seis meses, em vez de trimestralmente.

Na Europa, as bolsas estavam em baixa. O DAX da Alemanha caía 82,13 pontos ou 0,67%, o CAC 40 da França recuava 28,30 pontos ou 0,53% e o FTSE 100 de Londres estava em baixa de 34,87 pontos ou 0,46%. Enquanto isso, o índice pan-europeu EURO STOXX 50 tinha queda de 21,46 pontos ou 0,63% enquanto o IBEX 35 da Espanha caía 40 pontos ou 0,42%.

Com relação a commodities, os contratos futuros de ouro avançavam 0,08% para US$ 1.184,90 a onça troy, ao passo que os contratos futuros de petróleo dos EUA subiam 1,08% e eram negociados a US$ 66,17 o barril. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, recuava 0,35% para 96,30.