Ações - Mercado futuro indica abertura em baixa com balanços e Turquia em foco

ago 15, 2018

O mercado futuro dos EUA apontava para uma abertura em baixa nesta quarta-feira antes de uma série de balanços e de relatórios econômicos, já que investidores permaneceram focados nas consequências da crise financeira da Turquia.

Os futuros do S&P 500 recuavam 0,54% para 2.825,75 pontos às 08h00 enquanto os futuros do Dow caíam 0,58% e atingiam 25.147 pontos. Os futuros do NASDAQ 100, com forte presença do setor de tecnologia, tinham queda de 0,68% e marcavam 7.408,00 pontos.

As perdas aconteciam depois que Wall Street fechou em alta sólida na terça-feira, impulsionada por relatórios de balanços que superaram as previsões e uma ligeira recuperação na lira turca, o que ajudou a diminuir as preocupações dos investidores a respeito da crise da Turquia.

O Nasdaq foi arrastado para baixo pelas perdas no setor de tecnologia depois que a Tencent divulgou que as expectativas dos analistas não foram atendidas, uma vez que o aumento do escrutínio regulatório na China afetou a receita.

As ações da Tesla (NASDAQ:TSLA) devem estar em foco depois que a Bloomberg informou que o Elon Musk, diretor-geral da empresa, não havia oficializado o Goldman como consultor financeiro quando ele tuitou os planos em 7 de agosto para fechar o capital e disse que ele havia garantido financiamento para o acordo.

Macy’s (NYSE:M), Pershing Square (NYSE:SQ) Holdings e Cisco Systems (NASDAQ:CSCO) estavam entre algumas das empresas que devem anunciar seus últimos resultados trimestrais ainda quarta-feira, já que a temporada de resultados continua a desacelerar.

Espera-se que a Macy's apresente lucros de US$ 0,50 por ação com receita de US$ 5,56 bilhões, de acordo com estimativas.

Em mercados cambiais, o índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, atingia nova máxima de 13 meses, impulsionado pela demanda por portos seguros.

Nos mercados de commodities, os preços do petróleo eram pressionados para baixo após dados indicarem um aumento nos estoques de petróleo dos EUA e também devido a preocupações sobre as perspectivas econômicas globais.

No calendário econômico, os dados de vendas no varejo em julho e o índice Empire State da atividade industrial serão divulgados às 09h30. Um relatório sobre a produtividade e custos unitários de mão de obra no segundo trimestre também está previsto para o mesmo horário.

Números da produção industrial em julho serão divulgados às 10h15, seguidos pela leitura da percepção do construtor da NAHB em agosto às 11h00.