Ações - Mercado Futuro dos EUA em alta em meio a resultados otimistas

out 16, 2018

O mercado futuro de ações dos EUA apontavam para uma abertura em alta em Wall Street nesta terça-feira, em meio a uma enxurrada de relatórios de lucros de várias empresas de grande porte, incluindo a Morgan Stanley (NYSE:MS) e a BlackRock, superando as expectativas.

Os futuros do S&P 500 subiam 11 pontos ou 0,42%, para 2.760,50, às 7h59, enquanto os futuros do Dow subiam 111 pontos, ou 0,44%, para 25.312,0. Enquanto isso, o índice de tecnologia de futuros da NASDAQ 100 aumentava 44 pontos, ou 0,63%, para 7.120,75.

Ações do Morgan Stanley (NYSE:MS) subia 2,24% antes do pregão depois da divulgação que seus resultados tinham sido melhores que o esperado.

As ações da BlackRock (NYSE:BLK) também reportaram resultados trimestrais, com resultados acima do que o esperado, enquanto a UnitedHealth (NYSE:UNH) aumentava a perspectiva de seus lucros anuais após a sua divulgação de resultados.

Espera-se também que a Goldman Sachs (NYSE:GS) apresente relatório dos resultados antes do pregão, enquanto a Netflix (NASDAQ:NFLX) e a IBM (NYSE: IBM ) devem apresentar após o fechamento do mercado.

Ford Motor Co.pany (NYSE:F) estava entre as empresas com melhores ganhos antes do pregão, subindo 2,16%, após a montadora lançar um novo SUV na China. Enquanto isso, a empresa de maconha medicinal Tilray Inc (NASDAQ:TLRY) aumentava 5,65%, enquanto a Adobe (NASDAQ:ADBE) saltava 5,88% após lançar um aplicativo de edição de vídeo.

Por outro lado, o Walmart (NYSE:WMT) caía 1,75% após notícias que a empresa cortou sua perspectiva fiscal para 2019.

Em relação a dados, o índice Redbook deve ser divulgado às 9h55, seguido pela divulgação dos dados sobre os números da produção industrial para setembro às 10h15.

O mais recente Índice do mercado habitacional sairá às 11h00, juntamente com o relatório de agosto sobre as vagas de emprego JOLTs.

Com relação a commodities, contratos futuros de ouro avançavam 0,14% para US$ 1.232,00, ao passo que contratos futuros de petróleo dos EUA recuavam 0,89% para US$ 71,14 o barril. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, recuava 0,02% para 94,75.