Ações - Mercado de futuros em queda com rendimentos do Tesouro continuando a subir

out 09, 2018

Mercado futuro dos EUA opera em baixa nesta terça-feira, com o aumento dos rendimentos dos títulos continuando a pressionar as ações.

Os futuros do S&P 500 recuavam 12 pontos, ou 0,42%, para 2.881,50 pontos às 07h50 enquanto os futuros do Dow operavam em baixa de 113 pontos, ou 0,43%, e marcavam 26.431,0 pontos. Enquanto isso, o índice de tecnologia de futuros do NASDAQ 100 tinha queda de 31 pontos, ou 0,43%, aos 7.360,25 pontos.

O rendimento do título do Tesouro norte-americano com vencimento em dez anos atingiu seu valor máximo em sete anos com 3,261%, enquanto título de em trinta anos subia para um pico de quatro anos de 3,44%.

Os rendimentos do Tesouro começaram a subir na semana passada, com os dados econômicos otimistas aumentando as expectativas de que o Federal Reserve aumentará as taxas em dezembro.

É provável que os investidores prestem atenção às tendências de inflação e juros nos comentários de diretores do Fed hoje.

O presidente do Fed de Dallas, Robert Kaplan, deverá se pronunciar às 9h00, enquanto o presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, fará as declarações às 10h00 e o presidente do Fed de Nova York, John Williams a noite.

A Tesla (NASDAQ: TSLA) estava entre as empresas com maiores ganhos antes do pregão, subindo 1,74%, enquanto a General Electric (NYSE:GE) avançava 0,59%.

Outras ações, a Tata Motors Ltd (NS:TAMO) caía 12,67%, enquanto a chinesa Alibaba (NYSE:BABA) subia 0,78% e o Facebook (NASDAQ:FB) (NASDAQ:{{26490|FB}) }) avançava 0,52%.

Na Europa, as bolsas estavam em baixa. O DAX da Alemanha caía 67 pontos ou 0,56%, o CAC 40 da França recuava 20 pontos ou 0,38% e o FTSE 100 de Londres estava em baixa de 26 pontos ou 0,36%. Enquanto isso, o índice pan-europeu EURO STOXX 50 recuava 14 pontos ou 0,42% enquanto o IBEX 35 tinha queda de 13 pontos ou 0,14%.

Com relação a commodities, contratos futuros de ouro avançavam 0,08% para US$ 1.189,60 a onça troy, ao passo que contratos futuros de petróleo avançavam 0,73% para US$ 74,83 o barril. O índice dólar, que mede a força da moeda americana frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, subia 0,29% para 95,72.