Ações - Futuros em baixa enquanto tensões comerciais entre EUA e China permanecem

ago 31, 2018

O mercado futuro dos EUA estava em baixa nas negociações leves desta sexta-feira, já que tensões entre os EUA e a China ressurgiam.

Os futuros do S&P 500 recuavam 4 pontos ou 0,16% para 2.897,50 às 07h47 enquanto os futuros do Dow caíam 43 pontos ou 0,17% para 25.967,00 pontos. Enquanto isso, o índice de tecnologia de futuros do NASDAQ 100 tinha queda de 7 pontos, ou 0,09%, e marcava 7.641,75 pontos.

O presidente dos EUA, Donald Trump, quer avançar com um plano para impor tarifas sobre bens chineses no valor total de US$ 200 bilhões quando o período de comentários públicos terminar na próxima semana. A China alertou nesta sexta-feira que colocar pressão sobre Pequim não irá funcionar.

Enquanto isso, a União Europeia se ofereceu para eliminar tarifas sobre carros, mas Trump disse que a oferta não era "boa o suficiente". Trump ameaçou impor uma tarifa de 25% sobre todos os veículos, com a o bloco ameaçando retaliar.

Investidores também observam as negociações comerciais entre os EUA e o Canadá antes do prazo do final deste dia. Os EUA chegaram a um acordo com o México na segunda-feira e deram ao Canadá até sexta-feira para se unirem ao novo acordo comercial.

Espera-se que as negociações sejam leves antes do fim de semana do Dia do Trabalho, com os mercados fechados na segunda-feira.

Amazon.com (NASDAQ:AMZN) avançava 0,13% antes do pregão após ter atingido o recorde de US$ 1 trilhão de capitalização de mercado na quinta-feira, da mesma forma que a valorização da Apple Inc.(NASDAQ:AAPL). A empresa de bebidas Coca-Cola Company (NYSE:KO) subia 1,11% em meio a notícias de que estaria comprando a rede de cafés Costa.

Por outro lado, a empresa de bebidas alcoólicas Anheuser Busch Inbev (BR:ABI) NV ADR (NYSE:BUD) caía 2,10%, enquanto a fabricante de carros de luxo Tesla (NASDAQ: TSLA) recuava 0,30% após relatos de que a BlackRock votou para substituir o diretor-geral da empresa, Elon Musk, por um presidente independente do conselho.

Na Europa, as bolsas estavam em baixa. O DAX da Alemanha caía 105 pontos ou 0,84%, o CAC 40 da França recuava 64 pontos ou 1,17% e o FTSE 100 de Londres estava em baixa de 36 pontos ou 0,48%. Enquanto isso, o índice pan-europeu EURO STOXX 50 tinha queda de 33 pontos ou 0,79% enquanto o IBEX 35 da Espanha recuava 75 pontos ou 0,79%.

Com relação a commodities, os contratos futuros de ouro avançavam 0,61% para US$ 1.212,30, ao passo que os contratos futuros de petróleo dos EUA recuavam 0,71% para US$ 69,75 o barril. O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, avançava 0,02% para 94,66.