Ações - Futuros caem com Trump podendo anunciar novas tarifas

set 17, 2018

O mercado futuro dos EUA apontava para uma abertura em baixa nesta segunda-feira, em meio a relatos de que a Casa Branca poderia anunciar novas tarifas sobre produtos chineses.

Os futuros do S&P 500 caíam 4 pontos ou 0,15% para 2.907,25 a partir das 6h50, enquanto os futuros do Dow recuavam 28 pontos, ou 0,11%, para 26.157,0 pontos. Enquanto isso, o índice de tecnologia de futuros do NASDAQ 100 tinha queda de 14 pontos, ou 0,18%, e marcava 7.559,50 pontos.

As tarifas de cerca de US$ 200 bilhões em importações chinesas podem ser anunciadas já na segunda-feira, informou a Reuters. A China deve recusar negociações comerciais propostas com os EUA no final deste mês, se as tarifas forem aprovadas e procurar medidas de retaliação.

Os investidores também estarão atentos aos relatórios trimestrais da FedEx (NYSE:FDX) e da Oracle (NYSE:ORCL), que são esperados antes da abertura do mercado.

A empresa farmacêutica Teva Pharma Industries Ltd ADR (NYSE:TEVA) estava entre as que tinham maiores ganhos antes do pregão, subindo 6,21% A Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos, aprovou o tratamento da enxaqueca da empresa.

Por outro lado, a empresa de semicondutores Micron Technology Inc (NASDAQ:MU) caía 1,96%, enquanto o Facebook (NASDAQ:FB) estava em baixa de 0,20% e a Jd.Com Inc Adr (NASDAQ:JD) recuava 3,28%.

Com relação a notícias econômicas, o estudo Empire State da atividade manufatureira tem divulgação marcada para as 9h30.

Na Europa, as bolsas estavam majoritariamente em baixa. O DAX da Alemanha caía 52 pontos ou 0,44%, o CAC 40 da França recuava 13 pontos ou 0,25% e o FTSE 100 de Londres estava em baixa de 15 pontos ou 0,21 %. Enquanto isso, o índice pan-europeu EURO STOXX 50 tinha queda de 5 pontos ou 0,18% enquanto o IBEX 35 da Espanha subia 40 pontos ou 0,43%.

Com relação a commodities, contratos futuros de ouro avançavam 0,18%, para US$ 1.203,30 a onça troy, ao passo que contratos futuros de petróleo dos EUA subiam 0,70%, para US$ 69,25 o barril O índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais divisas, recuava 0,24%, para 94,28.