Ações da Log-in têm dia de valorização com vitória em disputa judicial

ago 16, 2018

Em fato relevante divulgado no começo da noite de ontem, a Log-In (SA:LOGN3) - Logística comunicou o trânsito em julgado de decisão favorável aos interesses da companhia, em processo judicial no qual a pleiteava o ressarcimento de créditos de Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM) referentes aos transportes de cargas, tendo como origem ou destino os portos das regiões Norte e Nordeste, no período de 2004 a 2006. Com isso, os papéis da companhia operam com ganhos de 1,69% a R$ 3,00.

De acordo com a empresa, no curso do processo judicial ficou demonstrado que a Log-In comprovou ter observado os requisitos previstos em lei para fazer jus aos Ressarcimentos, que totalizavam o montante de R$ 15.229.455,97, acrescido dos encargos determinados pela decisão judicial.

A Log-In também informou que está monitorando o cumprimento da decisão, o que espera acontecer em breve.

A Coinvalores destaca que a companhia está em meio ao processo de reestruturação operacional e financeira, e que a possível entrada desses recursos deverá reforçar o caixa da companhia e, desta forma, a corretora entende que a novidade deve ser bem recebida pelos investidores na sessão de hoje.

Reestruturação das dívidas

No início de junho, a companhia anunciou a reestruturação dos seus financiamentos contraídos perante o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O empréstimo é relativo aos navios em operação Log-In Jacarandá e Log-In Jatobá, os quais totalizavam em 31 de maio de 2018 o montante de R$ 267 milhões.

Antes disso, a Log-In celebrou instrumento definitivo junto aos credores Banco do Brasil (SA:BBAS3), Santander (SA:SANB11), e Itaú (SA:ITUB4) para reestruturar seus financiamentos que chegam R$ 449 milhões.

Os empréstimos já haviam passado por acordos preliminares e contavam com prazo final de vencimento em 2023. O cronograma prevê amortização de 40% do principal da dívida em 59 parcelas mensais e, o restante, em um pagamento único em maio de 2023.