Ações da JBS voltam a recuar com denúncia do MPF envolvendo a holding J&F

out 05, 2018

Na parte da tarde desta sexta-feira, as ações da JBS (SA:JBSS3) operam em nova queda de 2,83% a R$ 8,59, tendo no radar notícia de que o Ministério Público Federal encaminhou à Justiça quatro denúncias separadas referentes às investigações sobre um esquema supostamente criminoso de concessão de crédito na Caixa Econômica Federal para empresas, envolvendo a holding que controla o grupo, a J&F.

O esquema revelado pela força-tarefa da operação Greenfield funcionava com o pagamento de propina a autoridades em troca de concessão de operações de crédito da Caixa para as empresas Marfrig (SA:MRFG3), Bertin, J&F, Grupo BR Vias e Oeste Sul Empreendimentos Imobiliários, de acordo com os procuradores, que pedem o pagamento de mais de 3 bilhões de reais em multas e reparação de danos.

Os papéis da companhia já haviam registrado perdas de 4,74% na sessão de ontem com a notícia de que a JBS está recolhendo 6,5 milhões de libras (pouco mais de 2,9 mil toneladas) de carne moída em sua unidade no Arizona, Estados Unidos, devido à potencial presença de salmonela na carne.

Os investigadores norte-americanos identificaram pelo menos 57 pessoas em 16 Estados que adoeceram devido ao consumo de produtos de carne moída da JBS contaminados, segundo o departamento de Agricultura dos EUA (USDA).

Como resultado, a JBS Tolleson, parte da JBS USA, braço norte-americano da maior empresa de processamento de carne do mundo, estava voluntariamente recolhendo carne bovina moída e outros produtos crus que haviam sido enviados à lojas em todo o país, disse o USDA.